14 novembro 2012

A Física do Dia-a Dia

O autor Rómulo de Carvalho, nasceu a 24 de 1906 em Lisboa, foi um químico, professor de Físico-Química, pedagogo, investigador, divulgador de ciência e poeta sob pseudónimo de António Gedeão. Aos 90 anos de vida foi homenageado nacionalmente. Pouco tempo depois, no dia 19 de Fevereiro de 1997 acaba por morrer.
Esta obra tem como título na sua versão original “ a física do povo” e expõe fenómenos físicos do quotidiano onde revela, através de simples experiências que são propostas ao leitor como materiais do dia-a-dia e de baixo custo, a sua explicação científica.O livro é bastante atrativo visualmente e tematicamente e a abordagem que o autor faz ao leitor é agradável e a leitura da obra é bastante acessível. Contém estas 73 experiências aborda vários temas da física tais como: luz, cor, calor, pressão o magnetismo, eletricidade e o som, e apresenta imagens/esquemas apelativo. Estas tornam o livro menos maçudo, e orientam o leitor se que quiser realizar a experiência. O meu capitulo, que gostei, entre outros, foi o que falava da decomposição da luz e sobre o arco íris. 
Na obra o autor interage com o leitor e “discute” com ele num tom familiar, tornando a obra fácil de ler uma vez que o vocabulário por ele usado é simples e de fácil compreensão. O leitor trata por “ meu caro amigo” o leitor durante toda a obra.  O diálogo que o autor estabelece na leitura da obra faz com que parece que ele esteja mesmo aqui, ao nosso lado, a dar-nos pequenas orientações.
Por fim, e por tudo o que foi dito concluo que é um excelente livro para quem gosta de ciência, e que revela que para perceber Física não é necessário muitos aparatos, e que até pessoas que não tiveram oportunidade de a estudar a podem perceber e praticar. Para mim aluna de ciência e tecnologias, e consequentemente de FQA foi um gosto ler um livro que consolide a matéria dada na aula da uma modo muitos simples.

Vera Mendes, 11º D

Sem comentários: